Boa Vista - Roraima | 99115-5266 - (95) 99115-5266

Iracema era o último município livre da Covid-19 em Roraima. Agora registra 1 caso confirmado e 1 morte

Categoria: Iracema | 14.05.2020
Iracema era o último município livre da Covid-19 em Roraima. Agora registra 1 caso confirmado e 1 morte

De ontem para hoje houve um salto nos números da pandemia de Covid-19 no Estado de Roraima. Conforme a nova atualização feita pela Secretaria de Estado da Saúde, agora são 1.500 casos confirmados da doença. Com mais seis mortes contabilizadas, os óbitos agora somam um total de 37.

Conforme a Sesau, Roraima tem um total de 2.521 notificações das quais, de acordo com os critérios de definição de caso do Ministério da Saúde, das quais 984 foram descartadas. Todos os municípios de Roraima foram atingidos pelo Coronavírus. Iracema, que até então estava livre da doença, agora contabiliza um caso confirmado e uma morte.

Dos 37 óbitos registrados até agora, 4 estavam em investigação e, segundo a Saúde estadual, ocorreram em domicílio, sendo confirmados para COVID-19 pelo Sistema de Informação de Mortalidade/SIM.

A origem dos casos de acordo com o município está assim distribuída: 16 em Alto Alegre, 13 em Amajari, 1.189 casos foram notificados em Boa Vista, 27 em Bonfim, 21 no Cantá, 11 em Caracaraí, 20 em Caroebe, 1 em Iracema, 17 em Mucajaí, 5 em Normandia, 71 em Pacaraima, 60 em Rorainópolis, 7 em São João da Baliza, 22 em São Luiz e 1 em Uiramutã.

Em relação aos casos descartados, foram 9 em Alto Alegre, 6 em Amajari, 748 notificações ocorreram em Boa Vista, 31 em Bonfim, 7 no Cantá, 1 em Caracaraí, 40 em Caroebe, 31 em Mucajaí, 3 em Normandia, 38 em Pacaraima, 24 em Rorainópolis, 18 em São João da Baliza, 18 em São Luiz e 1 em Uiramutã.

Dos 37 óbitos provocados pela Covid-19 o registro por município é o seguinte: 2 em Alto Alegre, 31 no município de Boa Vista, 1 em Caroebe, 1 em Iracema e 1 em Pacaraima.

Um total de 334 pacientes diagnosticados com a doença receberam alta de isolamento e encontram-se recuperados. 

Por Luiz Valério, do portal Roraima Post

Deixe seu Comentário